ARQUITETURA E DESIGN SINESTÉSICO: OS 5 SENTIDOS NA ARQUITETURA COMERCIAL

Você já passou em frente a uma loja e ficou encantado com a vitrine e sua estrutura? Já andou pelos corredores de shoppings e sentiu aromas agradáveis? E as texturas das paredes que remetem aos mais variados elementos, já reparou nelas? Já parou para pensar que aquela música ambiente gostosa que toca enquanto você espera a consulta também faz parte de um projeto de arquitetura? E que aquele quiosque que oferece quitutes deliciosos foi projetado de forma planejada para agradar o seu paladar?

Pode não parecer, mas a arquitetura sempre busca a essência da harmonia e pode aguçar todos os nossos sentidos: visão, audição, olfato, tato e paladar. Todas essas sensações são chamadas de percepções sinestésica. A sinestesia é a relação entre planos sensoriais diferentes: o visual com o paladar, a audição com o tato, o olfato com a visão e todas as outras combinações possíveis. É a partir dessas relações que utilizamos figuras de linguagem como: sentir o cheiro da primavera, a sonoridade aveludada da natureza etc.

Hoje, o fenômeno da sinestesia é objeto de estudo, investigação e inspiração no design e arquitetura. Uma forma de incorporar elementos nos projetos para que as pessoas possam explora-los através dos 5 sentidos. Vamos entender melhor como cada sentido pode ser estimulado e trabalhado através dos projetos arquitetônicos e de design?

Visão

Não é de se estranhar que a visão seja o sentido mais superestimado quando falamos de arquitetura. Afinal, é através dela que nos deslumbramos com o mundo e nos relacionamos com as pessoas. Formas, volumes e cores saltam os nossos olhos através dos projetos arquitetônicos. Para aguçar esse sentido, busque trabalhar de forma harmônica e criativa ao criar e organizar elementos como espaço, luz, formas e cores.

visao

Olfato

Talvez possa passar um pouco despercebido, mas os cheiros envolvem nós arquitetos e designers desde o início do processo de elaboração de um projeto até a sua finalização. Seja no cheiro do papel que rascunhamos, na madeira que escolhemos para compor um ambiente, no concreto e tintas, o olfato é aguçado sempre. E, pensando no público, projetar ambientes que exalem cheiros agradáveis, sejam eles naturais (através de plantas e ervas aromáticas) ou artificiais (como essências), é uma ótima estratégia para envolver as pessoas com os ambientes em que elas estão inseridas.

olfato

Tato

Quem não ama a sensação do toque? É sempre bom sentir a maciez de um tecido, a textura e formas de objetos. Nós somos curiosos por natureza e tocar é um impulso involuntário. Hoje, temos no mercado uma infinidade de materiais que podem estimular o tato, como revestimentos, texturas, formas, tecidos etc. Ao projetar um ambiente comercial, seja ele uma loja de shopping, um restaurante ou uma clínica, por exemplo, explore as possibilidades e faça com que as pessoas, através da arquitetura e design, sintam onde pisam, sentam, tocam.

tato

Audição

O som é um dos elementos mais presentes durante a elaboração e execução de um projeto de arquitetura e design. Ouvimos o lápis tocar no papel, o clique do mouse, o folhear de um catálogo, o martelar de uma obra etc. E, para explorar esse sentido nos projetos é preciso criatividade e boa percepção do seu público. É comum ouvirmos em shoppings centers, lojas e clínicas uma música ambiente gostosa. Mas a audição vai além da música. Ela pode ser aguçada, por exemplo, através de cascatas e do tilintar de sinos de vento. Além disso, há também a possibilidade de explorar o silêncio através de projetos que amenizem ou bloqueiem o som externo do trânsito, das pessoas. A audição e a arquitetura andam sempre juntas.

som

Paladar

Esse pode até parecer um sentido que não faz nenhum sentido para a arquitetura, não é mesmo? Mas ele faz sim. A sinestesia permite que a gente consiga aguçar os 5 sentidos, direta e indiretamente. O paladar pode ser explorado desde a forma como projetamos a apresentação de um prato no restaurante, explorando cheiros ambientes, painéis com lindas fotografias, até na construção de hortas e pomares. Aqui, a ideia é usar a criatividade para que a pessoa possa sentir o sabor antes mesmo de degustar algo.

paladar

Na arquitetura e design sinestésico o importante é explorar o máximo de cada sentido nos projetos. Mesmo que você não consiga, tente incorporar elementos que agucem todos os 5 sentidos. Surpreenda o seu cliente e acerte no projeto!

Comentários

Olga Portela cresceu cercada pela cultura popular de Pernambuco, com um lado empreendedor forte, se apaixonou por Arquitetura aos 12 anos de idade. Adora projetos comerciais e se considera uma exímia dona de casa, graças a seus dotes manuais!

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.